CEO da Way Content fala sobre novo turismo na Band News

Desde março nossas vidas mudaram, e o mundo do trabalho se transformou, principalmente para quem trabalha com turismo. Na Way Content nossa rotina também passou por grandes mudanças. E hoje ajudamos os veículos de comunicação e empresários a entender melhor o cenário do novo turismo, ou turismo pós pandemia.

“Lá em março eu estava fazendo um projeto em Nova Petrópolis quando recebi uma ligação de um cliente dizendo: ‘olha, a gente vai ter que cancelar nosso projeto’. Só que depois daquele cancelamento todos os meus planos foram cancelados. Foi um efeito dominó.” O relato da jornalista e CEO da agência Way Content, Anelise Zanoni, só reproduz o que certamente aconteceu com muitas outras empresas durante a pandemia. E este foi um dos assuntos abordados na entrevista que Anelise concedeu para o programa Happy Hour da Band News Porto Alegre (FM). Comandado pelas entrevistadoras Lúcia Mattos e Ana Cássia Hennrich, a pauta foi: Novo turismo e impactos da pandemia no setor. 

Impactos iniciais causados pela pandemia

A empresária começou a entrevista explicando de que forma a chegada do coronavírus ao Brasil impactou sua agência. “Em março, perdemos quase 90% do faturamento. Tinha muita expectativa em relação a 2020 e várias viagens agendadas. E aí o mundo caiu”, lembra.

Anelise afirmou que analisar o mercado foi fundamental para entender as necessidades que surgiriam a partir daquele momento. Desta forma, foi essencial se  reinventar para criar novos projetos para a Way Content.  

“Estamos percebendo que não tem como ficar 4, 5 meses parado dentro de casa. Temos que nos reinventar, criar novas soluções, tem muita gente que depende do turismo. E aí entra a questão do digital, da criatividade. Hoje estamos com vários projetos nesta área e foi a vez de dar uma guinada”, conta. 

Selos de segurança e protocolos de viagem 

Outro assunto debatido foi a eficiência dos selos que estabelecimentos receberam a fim de atestar a limpeza adequada e adoção de protocolos sanitários para evitar o contágio de coronavírus. Na opinião da jornalista, é uma estratégia que ajuda a passar confiança para os turistas, mas não deve ser usada como única forma de atrair visitantes. 

“As pessoas confiam muito nos relatos dos amigos, dos influenciadores digitais. Só o selo não é suficiente, porque as empresas precisam se comunicar pra passar essa segurança também”. 

Novas formas de viajar

 A forma de viajar mudou durante a pandemia. Para a jornalista, não podemos pensar em viajar do jeito fazíamos antes. Algumas ações ficarão para sempre como é o caso da questão da higienização. A empresária coloca que muitos serviços deixaram de ser “essenciais” para hotéis, por exemplo. “Hoje se percebe uma nova forma de trabalho em que o viajante pode levar a mala pro quarto, estacionar o próprio carro. Talvez essas sejam algumas atitudes relacionadas ao mundo das viagens que mudaram para sempre.”

Viagens internacionais e turismo regional

Fronteiras fechadas para brasileiros são uma realidade sem data para ter fim. Isso porque os números de casos e de óbitos por covid-19 não são animadores no Brasil. Por isso, as viagens internacionais são mais difíceis neste momento. Anelise afirmou que aposta nas viagens mais próximas de casa e que podem ser feitas de carro, o que já faz parte do que é chamado de novo turismo. “O ideal são destinos mais isolados, exclusivos. É o momento para redescobrir o Rio Grande do Sul, porque a gente sempre deixava pra trás vários lugares lindos que a gente tem aqui e nem sabemos que existe”, disse. 

Alguns países, principalmente da América Central, já aceitam a entrada de brasileiros, mas com regras como apresentação do teste negativo para a covid-19. O exame precisa ser feito no máximo 72 horas antes de viajar. A jornalista alerta: “Possivelmente vai ficar mais caro viajar para o Exterior. Se for uma viagem longa, temos que cuidar o país de escala, porque ele pode não aceitar brasileiros”.

Papel dos influenciadores digitais de viagem

No meio de tantas informações, os influenciadores têm papel especial: Informar o público com cuidado e credibilidade. O trunfo está no fato de que eles já têm a confiança de boa parte dos seus seguidores, o que os tornam figuras importantes neste cenário. “ É momento de estudar o que está acontecendo e informar. Quem produz conteúdo inteligente está ganhando com isso”, analisa a jornalista.

Papel da comunicação para o setor turístico

Outro ponto abordado na entrevista foi a forma como as empresas se comunicam com o público durante a pandemia. A empresária explica que para quem ainda não investiu em comunicação digital, a hora é agora. 

Os empresários precisam estar nas redes, precisam se comunicar com as pessoas. Se a gente vai pro interior do Estado percebe que há vários lugares super legais que não têm Instagram, isso é bem comum ainda.” Para a CEO da WAy Content, é momento de investir em estratégias de comunicação agora, para preparar a retomada total do turismo no Brasil e no mundo.

Clique aqui se você deseja ouvir a entrevista sobre novo turismo na íntegra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *