Festuris Connection vai debater a reconstrução do turismo

O Festuris Connection – evento online exclusivo – vai provocar conexões entre Brasil, Portugal, Uruguai e Estados Unidos nos dias 4, 5 e 6 de agosto. O objetivo é reunir lideranças do setor público e empresarial para discutir os caminhos da reconstrução do turismo brasileiro. As transmissões serão realizadas diretamente do Castelo Saint Andrews, em Gramado/RS.

O evento será palco de debates sobre as soluções e boas práticas para a reinvenção dos destinos e a retomada da cadeia turística no pós-pandemia. Grandes empresários da hotelaria, do entretenimento e do mercado de eventos estão confirmados entre os palestrantes, assim como lideranças do setor público. O painel de abertura será ministrado por Alejandro Varella (Diretor da OMT para as Américas).

Do lado empresarial, participarão do Festuris Conection as presenças de Guilherme Paulus (Fundador do Grupo CVC e da Rede GJP), Alexandre Gehlen (Diretor da Rede Intercity de  Hotéis), Murilo Pascoal (Presidente do Beach Park e do Sindepat), Carlos Konrath (Presidente da Opus Entretenimento), Tarcísio Michelon (Diretor da Rede de Hotéis Dall’Onder), Claiton Armelin (Diretor de Produtos Terrestres da CVC Corp), além de outros empresários/executivos.

Do setor público, o evento online vai receber figuras como Luís Araújo (Presidente do Turismo de Portugal), Germán Cardoso (Ministro do Turismo do Uruguai), Vinícius Lummertz (Secretário de Turismo de São Paulo), Gilmar Piola (Secretário de Turismo de Foz do Iguaçu), Rafael Carniel (Presidente da Gramadotur), além de dirigentes do turismo do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e de outros destinos nacionais e internacionais.

As inscrições para o Festuris Connection seguem até sexta-feira (31) e custam apenas R$ 149 para os três dias de evento. Seguidores do @travelterapia no Instagram terão 30% de desconto.

Parte dos recursos será destinada ao Hospital São Miguel de Gramado. Mais informações sobre o evento, programação completa e inscrições podem ser feitas pelo site www.festurisgramado.com/connection

CEO da Way Content fala sobre novo turismo na Band News

Desde março nossas vidas mudaram, e o mundo do trabalho se transformou, principalmente para quem trabalha com turismo. Na Way Content nossa rotina também passou por grandes mudanças. E hoje ajudamos os veículos de comunicação e empresários a entender melhor o cenário do novo turismo, ou turismo pós pandemia.

“Lá em março eu estava fazendo um projeto em Nova Petrópolis quando recebi uma ligação de um cliente dizendo: ‘olha, a gente vai ter que cancelar nosso projeto’. Só que depois daquele cancelamento todos os meus planos foram cancelados. Foi um efeito dominó.” O relato da jornalista e CEO da agência Way Content, Anelise Zanoni, só reproduz o que certamente aconteceu com muitas outras empresas durante a pandemia. E este foi um dos assuntos abordados na entrevista que Anelise concedeu para o programa Happy Hour da Band News Porto Alegre (FM). Comandado pelas entrevistadoras Lúcia Mattos e Ana Cássia Hennrich, a pauta foi: Novo turismo e impactos da pandemia no setor. 

Impactos iniciais causados pela pandemia

A empresária começou a entrevista explicando de que forma a chegada do coronavírus ao Brasil impactou sua agência. “Em março, perdemos quase 90% do faturamento. Tinha muita expectativa em relação a 2020 e várias viagens agendadas. E aí o mundo caiu”, lembra.

Anelise afirmou que analisar o mercado foi fundamental para entender as necessidades que surgiriam a partir daquele momento. Desta forma, foi essencial se  reinventar para criar novos projetos para a Way Content.  

“Estamos percebendo que não tem como ficar 4, 5 meses parado dentro de casa. Temos que nos reinventar, criar novas soluções, tem muita gente que depende do turismo. E aí entra a questão do digital, da criatividade. Hoje estamos com vários projetos nesta área e foi a vez de dar uma guinada”, conta. 

Selos de segurança e protocolos de viagem 

Outro assunto debatido foi a eficiência dos selos que estabelecimentos receberam a fim de atestar a limpeza adequada e adoção de protocolos sanitários para evitar o contágio de coronavírus. Na opinião da jornalista, é uma estratégia que ajuda a passar confiança para os turistas, mas não deve ser usada como única forma de atrair visitantes. 

“As pessoas confiam muito nos relatos dos amigos, dos influenciadores digitais. Só o selo não é suficiente, porque as empresas precisam se comunicar pra passar essa segurança também”. 

Novas formas de viajar

 A forma de viajar mudou durante a pandemia. Para a jornalista, não podemos pensar em viajar do jeito fazíamos antes. Algumas ações ficarão para sempre como é o caso da questão da higienização. A empresária coloca que muitos serviços deixaram de ser “essenciais” para hotéis, por exemplo. “Hoje se percebe uma nova forma de trabalho em que o viajante pode levar a mala pro quarto, estacionar o próprio carro. Talvez essas sejam algumas atitudes relacionadas ao mundo das viagens que mudaram para sempre.”

Viagens internacionais e turismo regional

Fronteiras fechadas para brasileiros são uma realidade sem data para ter fim. Isso porque os números de casos e de óbitos por covid-19 não são animadores no Brasil. Por isso, as viagens internacionais são mais difíceis neste momento. Anelise afirmou que aposta nas viagens mais próximas de casa e que podem ser feitas de carro, o que já faz parte do que é chamado de novo turismo. “O ideal são destinos mais isolados, exclusivos. É o momento para redescobrir o Rio Grande do Sul, porque a gente sempre deixava pra trás vários lugares lindos que a gente tem aqui e nem sabemos que existe”, disse. 

Alguns países, principalmente da América Central, já aceitam a entrada de brasileiros, mas com regras como apresentação do teste negativo para a covid-19. O exame precisa ser feito no máximo 72 horas antes de viajar. A jornalista alerta: “Possivelmente vai ficar mais caro viajar para o Exterior. Se for uma viagem longa, temos que cuidar o país de escala, porque ele pode não aceitar brasileiros”.

Papel dos influenciadores digitais de viagem

No meio de tantas informações, os influenciadores têm papel especial: Informar o público com cuidado e credibilidade. O trunfo está no fato de que eles já têm a confiança de boa parte dos seus seguidores, o que os tornam figuras importantes neste cenário. “ É momento de estudar o que está acontecendo e informar. Quem produz conteúdo inteligente está ganhando com isso”, analisa a jornalista.

Papel da comunicação para o setor turístico

Outro ponto abordado na entrevista foi a forma como as empresas se comunicam com o público durante a pandemia. A empresária explica que para quem ainda não investiu em comunicação digital, a hora é agora. 

Os empresários precisam estar nas redes, precisam se comunicar com as pessoas. Se a gente vai pro interior do Estado percebe que há vários lugares super legais que não têm Instagram, isso é bem comum ainda.” Para a CEO da WAy Content, é momento de investir em estratégias de comunicação agora, para preparar a retomada total do turismo no Brasil e no mundo.

Clique aqui se você deseja ouvir a entrevista sobre novo turismo na íntegra.